domingo, 14 de dezembro de 2014

"Isso é Normal?"

     Porquinhos da índia são animais que escondem sintomas de doenças. Então, nada melhor do que um dono prevenido que fica sempre alerta a sinais de problemas. Conhecer bem seu bichinho é essencial para reconhecer sinais de que as coisas não vão muito bem.

     É recomendado que uma vez por semana (pelo menos) você inspecione seu porquinho da índia, procurando por qualquer sinal de anormalidade. Para isso, é muito importante que você saiba o que é normal e o que não é. 




OLHOS

     Os olhos devem ser límpidos e simétricos. Uma secreção leitosa é normal, é o líquido de limpeza que eles usam para limpar o rosto e corpo, espalhando com as patas. 



     Não é normal:
• Olhos com crostas: Podem indicar infecção bacteriana.
• Olhos saltados ("esbugalhados"): Podem indicar infecção, ferimento, problema com a raiz dos dentes.
• Olhos afundados: Pode sinalizar desidratação.
• Olhos esbranquiçados ou com mancha (branca ou vermelha): Procure ajuda veterinária especializada urgentemente para prevenir a perda do olho!

     Alguns porquinhos da índia tem a conjuntiva aparente. Essa condição é chamada "pea eye" e normalmente não causa problemas. Procure um veterinário especializado caso o porquinho da índia comece a lacrimejar, a ter crostas ou vermelhidão ao redor ou no olho em si.



NARIZ


     O nariz deve ser limpo e seco. 



     Não é normal: 
• Secreção ou espirros frequentes: Podem ser sinal de infecção bacteriana. Espirros esporádicos e sem secreção não costumam ser problema, porém o dono deve manter a atenção.
• Crostas e falhas no pelo: Indicam infecção por fungos (micose) que muitas vezes começa na região do focinho.
• Crostas com vermelhidão no nariz, na fenda entre o nariz e boca, podendo ir até o canto dos lábios: Essa condição é chamada queilite, ou inflamação labial. Muitas vezes causada pela ingestão de alimentos ácidos, sendo que o local afetado pode ter fungos ou bactérias. É necessário tratamento.



ORELHAS


Orelhas normais da Panqueca.
     As orelhas devem ser relativamente limpas. Uma falha de pêlo atrás das orelhas (cerca de 1,5cm ao redor da parte de trás das orelhas) é normal.

     Não é normal:
Foto: Leona, contribuição de Luana
• Orelhas com acúmulo excessivo de cera na área externa: Pode indicar inflamação. Um pouco de cera é normal, e deve ser limpa semanal ou quinzenalmente, conforme necessário - somente na área externa, nunca o canal auditivo! (Veja um vídeo sobre limpeza das orelhas clicando aqui
• Crostas nas bordas das orelhas: Infestação por fungos, bactérias ou ácaros.
• Cabeça torta para um dos lados (head tilt): Pode indicar infecção de ouvido. Em geral o animal sente dor à palpação ao redor do ouvido afetado. Leve a um veterinário especializado com urgência.



PATAS


     As patas devem ter o solado limpo e macio. 



     É normal ter uma falha de pelos na parte interna das patas dianteiras (ocorre por fricção, pois os porquinhos usam essa parte das patas para esfregar no corpo e se limpar - veja as fotos ao lado). As unhas devem ser mantidas num tamanho adequado. (Leia aqui sobre o corte de unhas)


     Não é normal: 
• Crostas, queda de pelo nos dedos: Podem indicar infecção por fungos ou ácaros.
Foto: Contribuição de Michele Luna
• Inchaço, vermelhidão: Indicam inflamação, podendo ser pododermatite. É necessário tratar antes que os sintomas piorem, e procurar a causa da infecção para evitar reincidência do problema (em geral ocorre com porquinhos da índia em alojamento inadequado, como gaiolas). Inchaço ou vermelhidão em um dedo apenas pode ser infecção por fungos ou bacteriana.

     Alguns porquinhos da índia, especialmente de pele escura, podem ter a pele mais seca, com pequenas descamações de pele, sem vermelhidão nem queda de pelo. Pode-se utilizar semanalmente óleo mineral ou um creme hidratante seguro (como Bepantol Derma) para hidratação da pele das patas.

     Nas patas dianteiras, no meio das patas, alguns porquinhos podem ter "esporões", que são apenas esporões de queratina, uma pele dura que cresce do meio das patas dianteiras para trás, como uma "unha". Em geral não causam problemas, mas avalie se o esporão precisa ser cortado (caso esteja muito grande ou seco) para que não haja risco de o porquinho enroscar a pata e ter algum ferimento.



PELO E PELE


     A pele deve ser íntegra, sem crostas. O pelo deve ser cheio, relativamente brilhoso e sem falhas. Uma queda de pelos pequena é normal. Todo animal peludo perde pelos diariamente, os pelos individualmente não são eternos. Para entender, pense nos nossos fios de cabelo: perdemos fios de cabelo todos os dias! Agora pense se fôssemos completamente peludos! Então sim, é normal perder um pouco de pelo sempre. Em algumas épocas aparentemente essa queda de pelos se acentua um pouco. 

     Não é normal:
• Caroços na pele: Podem ser abscessos, tumores, lipomas ou outras condições.
• Descamações e crostas: Podem ser causadas por infestação de ácaros, piolhos ou fungos.
• Excesso de perda de pelos: Pode indicar problema nutricional.
• Perda de pelos localizadas, com ou sem crostas: Pode indicar infestação por parasitas ou mesmo problemas hormonais.

     Parasitas infelizmente são muito comuns e, no caso de ácaros, causam muita dor e devem ser tratados com urgência.



FEZES


     As fezes devem ser uniformes e ovais, de coloração marrom médio a escuro. As fezes de machos não castrados costumam ser maiores e em formato de "banana". Fezes com cheiro mais forte e esverdeadas são cecotrofos, fezes especiais que os porquinhos re-ingerem (necessárias para a boa nutrição).

     Não é normal:
• Fezes aglutinadas (amontoadas): Podem indicar impactação intestinal (nos machos).
• Fezes pequenas e/ou com formato de gota: Podem indicar desidratação ou diminuição da ingestão de alimentos.
• Fezes com secreção ("gosma") transparente ou esbranquiçada: Costuma indicar gases.
• Fezes macias e sem formato definido: Podem indicar um crescimento anormal de leveduras no trato gastrointestinal. É necessário exame de fezes e tratamento por um veterinário especializado.
• Diarreia: É uma emergência! Se as fezes estão apenas amolecidas, macias, deixar de oferecer vegetais por uns dias, deixando a ração, bastante feno e água disponíveis, costuma ser suficiente para firmar as fezes. Porém, se realmente se tratar de diarreia, corra para o veterinário ou você poderá perder seu porquinho da índia em questão de horas! Diarreia é causada por infecção por bactérias ou parasitas e precisa ser tratada com urgência.



URINA


     A urina deve ser transparente a leitosa. Veja a figura abaixo para mais informações:





MAMILOS


     Tanto machos quanto fêmeas tem mamilos. Devem ser simétricos e sem secreções. 

     Não é normal:
• Crostas: Podem indicar infecção por fungos ou até mesmo cistos de ovário.
• Secreção, sangramento ou caroços: Podem indicar formação de tumores. Tumores mamários podem ocorrer em ambos os sexos e devem ser investigados e tratados com urgência!



PESO



Foto: Contribuição de Nathália O. Bueno
     Porquinhos da índia devem ganhar peso gradualmente até a idade adulta (9-12 meses), quando peso deve se estabilizar. Perda de peso é, em geral, o primeiro sintoma de muitos problemas de saúde, por isso o controle de peso é tão importante. Pese seu porquinho da índia semanalmente e certifique-se de anotar a data e o peso para controle. 
     
     É normal haver uma pequena variação diária ou semanal de peso, mas variações maiores (como 100g ou próximo disso) devem ser investigadas imediatamente por um veterinário especializado. 

     No geral:

Uma variação de até 30 gramas está dentro da normalidade. 
55 gramas – Esteja alerta. 
80 gramas – Alerta vermelho extremo. 
100 gramas – Leve o porquinho ao veterinário.




CONSUMO DE ÁGUA

     Cada porquinho da índia pode consumir uma quantidade diferente de água, e a quantidade também varia de acordo com a temperatura, o sabor da água, o quanto o animal é ativo, etc. Normalmente, quando ingerem maior quantidade de verduras, bebem menos água. Caso esteja preocupado, faça uma marcação no bebedouro para saber o quanto de água está sendo ingerido.

     Um porquinho da índia que bebe água em excesso pode estar com problemas de saúde como diabetes, alongamento dental ou problema renal. Procure um médico veterinário especializado caso sinta ser necessário.



EMISSÃO SEMINAL


     Se você tem um porquinho da índia macho, durante a inspeção semanal de saúde ou mesmo durante a limpeza do alojamento, você pode encontrar algo esbranquiçado e semelhante a cola seca. Isso é normal, é apenas sêmen seco. O que não é normal é o porquinho da índia ficar com sêmen seco preso ao pênis. Cheque semanalmente os genitais de seu porquinho da índia, fazendo a limpeza se necessário. Veja o vídeo abaixo:





COMPORTAMENTO


     Conheça seu porquinho da índia. Esteja familiarizado com o jeito dele, o quanto ele é ativo, quais as "manias" que ele tem, o que ele gosta de comer, o quanto ele "fala", etc. Porquinhos tem personalidades distintas e é importante saber o que é normal para o SEU porquinho da índia. 

     Mudanças no comportamento são preocupantes. Se ele deixa de comer o que ele mais gosta, se passou a ficar no canto do alojamento encarando a parede, se passou a se esconder mais do que normal para ele, por exemplo, algo está errado. Ele depende de você, procure um veterinário especializado para um check-up.

     Quanto ao comportamento, é importante lembrar que tanto fêmeas quanto machos podem montar uns nos outros: esse é um comportamento de dominância, que também ocorre quando fêmeas estão no cio, por exemplo. Porém, se esse comportamento em uma fêmea se estende por muitos dias, pode sinalizar problemas hormonais ou cistos de ovário, e deve ser investigado.



Lembre-se: 

Um dono informado e alerta é o melhor amigo de seu porquinho da índia!


Matéria escrita com base também em matérias do site Guinealynx.info com permissão da dona do site, Lyn Zantow.
Some informations in this page are adapted from Guinealynx.info with permission of site owner, Lyn Zantow.
Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...