terça-feira, 12 de novembro de 2013

Apresentando um novo porquinho da índia

     Então você tem um porquinho da índia e soube que são animais de vida em grupo. Sim! Porquinhos da índia vivem melhor, são mais felizes e saudáveis quando vivem em companhia de outro porquinho da índia.



     Se você tem um porquinho da índia saudável e pretende adotar outro porquinho da índia, primeiramente confirme o sexo do seu porquinho. É importante lembrar que não se deve ter casais intactos (não castrados) vivendo juntos; macho e fêmea só deverão ficar juntos caso um deles seja castrado para evitar gestações (leia mais sobre reprodução aqui). Outras coisas que devem ser consideradas são:

Tamanho do alojamento
Quarentena 
• Idade / temperamento do porquinho da índia

     Se você tem uma fêmea, considere adotar outra fêmea. Em geral, para fêmeas, não há maiores problemas na apresentação de uma nova porquinha da índia. Porém costuma ser mais fácil apresentar uma porquinha da índia filhote no caso de você ter uma porquinha da índia já adulta sem companhia.

     Se você tem um macho, considere adotar outro macho. É um mito que machos de porquinhos da índia não podem ser criados juntos. Machos podem viver muito bem como dupla, desde que o alojamento seja amplo o suficiente, que tenham diferença de idade e não sejam excessivamente territorialistas. Desta forma o porquinho mais velho naturalmente será o "líder". No caso de dois machinhos criados juntos desde pequenos, pode ocorrer disputa por liderança quando estiverem mais velhos.

     Tanto em grupos de machos quanto de fêmeas existe uma hierarquia: sempre um porquinho da índia será o dominante. É importante que se saiba que, embora sejam animais de vida grupo, eventualmente alguns pares não se adaptarão bem juntos. É uma possibilidade que sempre deve ser levada em consideração.
Importante: castração não muda o temperamento de porquinhos da índia! Se você tem 2 porquinhos da índia machos, castrar não é necessário nem solucionará problemas.
     Depois de certificar-se que o seu alojamento tem o tamanho apropriado e considerando as informações acima... o que fazer? 

Adotei um porquinho novo... e agora?

     É normal estar ansioso e querer ver logo a reação do seu porquinho da índia com o novo amiguinho. Mas calma! Você quer que dê tudo certo, não é mesmo? Então primeiramente, certifique-se do sexo do seu novo porquinho. Já confirmou? Cheque novamente! Lembre-se de que infelizmente é comum haver erros de sexagem, mais frequentemente em caso de compra em pet shops, mas também acontece em casos de adoção. Caso verifique que se trata de um casal, não os junte nem sob supervisão! Unir e separar só causará mais stress.

     Também é importante certificar-se de que seu novo porquinho da índia é saudável. Lembre-se de que porquinhos da índia são animais predados e escondem sintomas de doença, portanto, não junte seus porquinhos da índia sem fazer quarentena! Você não vai querer cuidar de dois porquinhos doentes ao mesmo tempo... 

Apresentando seus porquinhos da índia

     Após seguir as informações acima, você está pronto para apresentar seus porquinhos. Você precisará de paciência, persistência - e controle emocional. Tome tempo e saiba que essa pode ser uma experiência fácil, de algumas horas, ou pode levar semanas ou mesmo meses pra que as coisas se ajustem.

     A primeira informação importante a saber é: não coloque o porquinho novo no alojamento do seu porquinho! Nunca apresente porquinhos no alojamento. É necessário que as apresentações sejam sempre feitas em território neutro. Esse território neutro pode ser, por exemplo, seu sofá. Se possível, tenha uma pessoa com você para te ajudar. Procure fazer apresentações em finais de semana ou em períodos em que você estará livre e disponível para monitorar por alguns dias o comportamento deles.





Passo-a-passo:

Pegue uma ou duas toalhas grandes e forre o sofá (ou outro território neutro). 

 Cada pessoa pega um porquinho e senta com ele no colo, em lados opostos do sofá. Não deixe que crianças se aproximem e intervenham, e minimize outras possíveis distrações.

 Não coloque os porquinhos juntos imediatamente, deixe que eles se procurem e se encontrem por conta própria, no tempo deles.

 Fique alerta! É agora que as coisas podem ficar tensas. Infelizmente, muitos donos acabam intervindo em comportamentos completamente normais e necessários em um momento de apresentação de porquinhos da índia. Algumas apresentações deixam de acontecer ou falham por isso. É extremamente importante que você conheça o comportamento e saiba o que é normal, o que esperar neste momento. 

     Normalmente, nos primeiros 15 minutos os porquinhos estão apenas se adequando ao novo ambiente e se dando conta de que tem outro porquinho da índia ali. Os próximos 15-30 minutos é que são decisivos. Esteja atento e por perto, mas intervenha o mínimo possível. 

     Em alguns casos, os porquinhos da índia simplesmente vão se encontrar, se conhecer e ficar juntos, como se fossem velhos amigos. Mas a maioria irá passar por um processo e exibir um comportamento de dominância / submissão. Eles precisam passar por isso! Precisam definir quem será o porquinho dominante.

     Quando intervir? Só separe os porquinhos caso um deles seja ferido. Algumas cutucadas e "bicadas" são normais, inclusive arrancar tufos de pêlo. 

Comportamento normal e seguro de dominância

Rumbar (rebolar, levantando as patinhas alternada e lentamente, fazendo um som "prrrrr" e tremendo)
 Cheirar o bumbum
 Cutucar / bicar / mordiscar o bumbum
 Perseguir
 Esfregar o bumbum no chão (marcando cheiro)
 Montar (subir nas costas, cabeça, do lado...)
• Confronto frontal com o nariz pro alto (o que ergue o nariz mais alto ganha, o outro deve se submeter)
 Bater os dentes um pouco (sinal de dominância)
 Arrepiar os pêlos (pêlos da nuca / costas ficam estufados)

Sinais de possível ataque, possível confronto por dominância

Bater os dentes sem parar (sinal de raiva, agressividade, advertência)
 Mordidas leves, "bicadas" (podem arrancar tufos de pêlo do outro)
 Confrontar abrindo bem a boca (estão na verdade mostrando os dentes)
 Baforejar, bufar (como um sopro forte)

     Estes comportamentos podem ser sérios e devem ser monitorados muito de perto, mas NÃO separe os porquinhos ainda. É justamente nesse ponto que muitos donos desistem e separam os porquinhos. Mas na maior parte das vezes, esse comportamento vai durar alguns minutos até que um deles se submeta ao outro.

Sinais de ataque com intenção de ferir

Mordidas, não mais com intenção de alerta, mas de realmente machucar
 Combinação de pêlos arrepiados, dentes batendo muito forte, rumbando parado enfrentando o outro, enquanto o outro faz a mesma coisa. Normalmente é um sinal de ataque iminente, mas ainda podem desistir do confronto.
 Ambos os porquinhos se erguem, se enfrentando. Esse é um sinal claro da intenção de atacar um ao outro. Separe imediatamente, se possível antes de haver um ataque!
 Briga. Os porquinhos se atracam e brigam seriamente. Essa é uma situação muito séria! Separe imediatamente, mas tome muito cuidado, não use suas mãos ou você poderá se ferir gravemente. Jogue uma toalha neles ou use algo para separá-los. 

     A melhor indicação de quando separar é a forma com que as "bicadas" ou mordidas acontecem. Como vimos acima, são normais até certo ponto, mas se começam a ficar sérias, é hora de separar. Se houver ferimento com sangue, definitivamente é hora de separar.



     Ocorrendo tudo bem na apresentação, deixe-os juntos em território neutro por cerca de 1 hora. Coloque alguns petiscos, verduras, feno. E enquanto isso, mãos à obra: é preciso limpar o alojamento em que eles ficarão cuidadosamente. Uma mistura de vinagre e água é muito boa para limpeza. Limpe muito bem as telas aramadas, os comedouros, bebedouros, brinquedos... tudo pra que não fique cheiro de nenhum porquinho e não dê chance para brigas por territorialismo. Isso é extremamente importante. Também é interessante mudar as coisas de lugar.

     Especialmente com machos, é importante que se tenha 1 bebedouro e 1 comedouro para cada porquinho. Caso use tocas, certifique-se de que elas tenham duas entradas, para não correr o risco de um porquinho encurralar o outro enquanto ainda se acertam, especialmente nas primeiras semanas.

     É normal que eles ainda se estranhem um pouco no início, mas deverão se ajustar bem um ao outro em poucos dias ou semanas.





A técnica do "banho em conjunto"

     Essa é uma técnica para juntar porquinhos "difíceis", especialmente no caso de machos ou de trios. Você poderá tentar o banho em conjunto caso seja experiente com porquinhos da índia e com banhos com segurança.

     Siga os passos acima para apresentação. No caso de 3 porquinhos, tenha um espaço amplo e tenha atenção redobrada aos sinais que demonstrarão. Caso os porquinhos briguem, coloque todos para tomar banho - juntos. Para informações sobre banho, clique aqui

     A questão não é apenas deixar todos com o mesmo cheiro: ocorre que o banho é um momento de "stress" para porquinhos da índia, e em momentos assim, a tendência de animais de vida em grupo é se unir. Ensaboe todos muito bem, tomando sempre cuidado com olhos e orelhas. Depois, enxague e coloque todos em uma superfície coberta com toalhas. Primeiro, seque cada um o máximo possível com uma toalha; depois, com a ajuda de um secador de cabelos (na temperatura morna e não chegue muito perto, cuidado com a temperatura!). "Persiga" um pouco os porquinhos com o secador até que sequem bem.

   Então, apresente-os novamente em outra superfície neutra, totalmente limpa. Eles não deverão brigar. Então, siga os passos já mencionados acima.


Essa postagem é baseada na matéria do site Cavy Spirit.
Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...