quarta-feira, 30 de outubro de 2013

Escorbuto

    Escorbuto é uma condição causada pela deficiência de vitamina C (ácido ascórbico). Porquinhos da índia não sintetizam a vitamina C, assim como nós, humanos. Caso o porquinho não receba a quantidade necessária (10-30mg/kg), ele desenvolverá escorbuto (leia mais sobre a importância da vitamina C aqui).


Sintomas 

    O escorbuto muitas vezes ocorre com porquinhos jovens e recém-adotados, que passam a desenvolver paralisia das patas traseiras, em geral começando por andar saltitando com as patas traseiras (como um sapo). 

     Outros sintomas de escorbuto incluem:

• Pêlos eriçados
• Postura arqueada

• Anorexia
• Diarreia (fezes amolecidas e com odor forte)
• Dificuldade em cicatrização de ferimentos
• Mancar (andar saltitando)
• Dor muscular (chora quando é tocado)
• Hemorragia
• Secreção nos olhos e nariz
• Pododermatite


    Os sintomas nos adultos podem não ser tão específicos. 

Tratamento

    O tratamento em geral envolve administrar uma dose aumentada de vitamina C (50mg/kg) durante 7 dias e depois seguir com a dose de manutenção. A vitamina C absorvida continua no organismo por 4 dias. No caso de paralisia das patas traseiras, pode ser indicado o uso de massagens e exercícios. Normalmente a melhora ocorre muito depressa, em cerca de uma semana, sendo feito o tratamento corretamente em estágio inicial. É preciso reavaliar a dieta do porquinho da índia e a suplementação de vitaminas.

    Lembre-se de que após o período de tratamento é necessário manter a dose de manutenção (10-30mg/kg) todos os dias. Caso a ração de seu porquinho da índia não contenha vitamina C, suplemente com vitamina C líquida, ainda que ele receba verduras diariamente. Não dilua vitamina C na água! Dê diretamente na boquinha, com ajuda de uma seringa sem agulha.


Atenção: Polivitamínicos não substituem a Vitamina C e devem ser evitados pelo risco de overdose de outras vitaminas, podendo levar a intoxicação.

Referência: Harkness JE, Wagner JE: The Biology and Medicine of Rabbits and Rodents, 4th ed.
Hillyer, Quesenberry: Ferrets, Rabbits and Rodents, Clinical Medicine and Surgery
Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...